Automação Industrial

A Automação Industrial é um sistema automático de controle pelo qual os mecanismos verificam seu próprio funcionamento, efetuando medições e introduzindo correções, sem a necessidade da interferência do homem. Esta tecnologia utiliza comandos programados para operar um dado processo, combinados com retroação de informação para determinar que os comandos sejam executados corretamente.

A automação nas câmaras de refrigeração em geral é aplicada para um melhor desempenho, maior garantia de funcionamento no sistema, segurança e controle do processo. Geralmente a automação é dividida pelos seguintes níveis de controle:

 

Nível de Campo: Constituído pelos elementos a controlar (ex: motores) e pelos elementos de detecção (ex: sensores).

Nível de Controlo: Elementos que vão controlar o processo (ex: autómatos).

Nível de Supervisão: É composto pelos programas de interface homem-máquina e aquisição de dados (este nível não deve interferir diretamente no funcionamento do processo).

IHM E Supervisório

IHM significa “Interação Homem-Máquina” ou “Interface Homem-Máquina”, normalmente fica alocado próximo ao equipamento que está sendo monitorado. Este é um equipamento com algum tipo de visor ou tela que permite o usuário executar as funções em sua máquina. 

A utilidade e as funções de um supervisório são similares às de um IHM – Mas eles não são a mesma coisa! A base de informações de um supervisório não fica centralizada em uma tela – ela pode estar em um computador desktop ou até mesmo em um servidor.

Resumidamente, um IHM e um Supervisório têm a mesma função: ser o meio de comunicação entre o homem e a máquina, mas possui algumas diferenças. Vamos visualizá-las no quadro abaixo: